Semana Santa - Um fogo no meio da noite

No escuro desta noite há uma luz latente.

Nas trevas, por mais densas que pareçam, arde um fogo que não se consome.

Nesta noite de vigília, no aguardo seguro da Ressurreição, nossa fé guia nossos passos à procura do Ressuscitado, porque nele está todo o significado último de cada respiro, de todo pulsar de cada vida humana.

Por causa de seu sacrifício, por causa de seu nome, bendito para sempre, por causa de sua paixão e morte na cruz, podemos afirmar nossa fé na vida.

Sim, nós cremos.

Cremos em toda manifestação de vida, desde aquela que se forma no ventre das mães até aquela que parece muda e sem mais sentindo, porque Cristo é o senhor da vida.

Cremos no trabalho das mãos de todos os homens e de todas as mulheres, que dão forma ao barro, que plantam e colhem, que lavam, que curam, que conduzem o bisturi, o microscópio e o giz que operam as máquinas, os computadores e as câmeras, que criam arte, que constroem as casas e as pontes, que bordam, que pescam, que fazem o pão, que salvam vidas…

Cremos nas descobertas que favorecem a vida, que rompem espaços, que encurtam as distâncias, que levam as notícias, as informações e a poesia, que aproximam as pessoas, que reavivam os vínculos entre os povos.

Cremos nas decisões que privilegiam a vida, que fazem os homens e as mulheres abandonarem suas casas e escolherem a missão, que permitem que a justiça aconteça e a verdade ilumine toda ação.

Cremos nos laços que unem todas as gentes, que nos ligam aos irmãos da Amazônia e da Austrália, que constroem estradas por onde passa a cultura, a tecnologia, a medicina, mas também a amizade, a partilha, a vida.

Cremos na Palavra de Deus, palavra verdadeira para todos os homens e todas as mulheres, palavra viva que dá sentido a todo trabalho, a toda decisão, a toda descoberta, a todo laço humano.

Palavra pela qual entregamos a vida, que testemunhamos com o sangue, que anunciamos sempre novas.

Cremos em Jesus Cristo, manifestação maior de amor mais do que imenso de um Pai cujas medidas começam no infinitamente e nos situam no eternamente.

Cremos na ressurreição de Cristo Senhor e pela fé nele nos sabemos realmente filhos, verdadeiramente herdeiros, completamente salvos, redimidos, amados.

Cremos, senhor, mais aumentai a nossa fé.

Homilias

Veja mais

Destaques

Em pleno Ano Jubilar do Centenário das Apar...

Somente uma vez ao ano, no domingo de Ramos e da Paix&...

A Campanha da Fraternidade é uma campanha reali...

Peregrinação

Área do Usuário

Pesquisa

Agenda Pastoral

Calendário Pastoral

Santos do Dia

Santo do Dia

Dedicação da basílica de São Francisco em Assis


Fale Conosco

Faça seu pedido de oração, intensões de missas, receba informativos por e-mail ou entre em contato conosco.
Restam caracteres a serem digitados.
Captcha image