Segunda Aparição

A mais velha, Lúcia de Jesus, bastante alta e forte para os seus dez anos, fizera já a sua primeira comunhão.

Os seus dois primos Francisco e Jacinta Marto tinham respectivamente nove e sete anos.

Nenhuma sabia ler: pobres filhos da serra, alegre e despreocupado, brincavam alegres nesse dia de maio, enquanto as ovelhas pastavam pacificamente.

Ensinou-lhes também está oração, que deviam rezar depois de cada dezena:

‘Ó meu Jesus perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente as que mais precisarem’

E acabou por lhes confiar um segredo que as crianças conservaram inviolável. Lúcia recebeu ordem de aprender a ler.

A princípio ninguém dava crédito às crianças. A 13 de junho, dia da segunda aparição na Cova da Iria, havia umas 60 pessoas.

Peregrinação

Área do Usuário

Pesquisa

Agenda Pastoral

Calendário Pastoral

Santos do Dia

Fale Conosco

Faça seu pedido de oração, intensões de missas, receba informativos por e-mail ou entre em contato conosco.
Restam caracteres a serem digitados.
Captcha image