Quaresma Segundo Bento XVI

O Papa continuou hoje a expor o seu programa para a Quaresma, convidando todos os fiéis a viver este tempo de preparação para a Páscoa como uma oportunidade de mudança radical, no seguimento de Jesus.

“A Quaresma constitui um tempo favorável para uma atenta revisão de vida, no recolhimento, na oração e na penitência”, disse, dirigindo-se aos fiéis reunidos na Praça de São Pedro, para a recitação do Ângelus, Bento XVI lembrou que o próprio Jesus se retirou 40 dias para o deserto, num “combate contra o espírito do mal”, algo que os católicos repetem ao “entrar espiritualmente no deserto quaresmal”, que se iniciou na passada quarta-feira.

Sobre a imagem do deserto, “metáfora da condição humana”, o Papa apresentou uma reflexão sobre a escolha que se coloca perante cada pessoa, que tem diante de si os caminhos do bem e do mal. “Para realizar em pleno a vida na liberdade é preciso superar a prova que a própria liberdade comporta, ou seja, a tentação”, alertou.“Apenas quando se liberta da escravidão da mentira e do pecado, a pessoa humana, graças à obediência da fé que a abre à verdade, encontra o pleno sentido da sua existência e chega à paz, ao amor e à alegria”, apontou ainda.

Semana de Retiro

Neste Domingo, ao final da tarde, terão inicio na Capela “Redemptoris Mater” do Vaticano os Exercícios Espirituais, com a participação do Papa e dos membros da Cúria Romana. As meditações serão propostas este ano pelo Cardeal Marcos Cé, Patriarca emérito de Veneza, sobre o tema “Caminhando com Jesus para a Páscoa, guiados pelo Evangelista Marcos”. Durante esta semana são suspensos todos os compromissos de Bento XVI.

“Os exercícios espirituais que, como é tradição, decorrem desde esta tarde até ao próximo sábado, no Palácio Apostólico, ajudar-me-ão a mim e aos meus colaboradores da Cúria Romana a entrar com maior consciência no característico clima quaresmal”, explicou o Papa no Ângelus, pedindo as “orações” dos fiéis para este tempo.Bento XVI anunciou que, no final dos Exercícios, terá lugar no dia 11 de Março uma vigília Mariana com jovens universitários de Roma, a que se juntarão, através de ligações radio televisivas, estudantes de outros países europeus e africanos. “Será uma ocasião para que rezar à Virgem Maria, pedindo que o Evangelho abra novos caminhos para a cooperação entre os povos da Europa e da África”, explicou o Papa, que convidou os jovens a comparecer “em grande número”.

Homilias

Veja mais

Destaques

Procissão do Terço dos Homens - Santuari...

PRESTIGIEM A SEMANA MUSICAL E CULTURAL DO SANTUARIO DE...

Peregrinação

Área do Usuário

Pesquisa

Agenda Pastoral

Calendário Pastoral

Santos do Dia

Santo do Dia

São Bernardo, abade e doutor da Igreja


Fale Conosco

Faça seu pedido de oração, intensões de missas, receba informativos por e-mail ou entre em contato conosco.
Restam caracteres a serem digitados.
Captcha image